fbpx

No terceiro conteúdo da nossa série de principais desafios da atualidade em relação ao Meio Ambiente falaremos sobre a perda de biodiversidade.

PERDA DE BIODIVERSIDADE

O impacto dos seres humanos na natureza é devastador.

O meio ambiente está sendo degradado em toda parte a uma velocidade sem precedentes, e um dos fatores determinantes é a nossa necessidade por cada vez mais recursos como alimentos e energia.

O relatório da ONU aponta que 1 milhão de espécies estão ameaçadas de extinção.

As principais causas dessa crise são:

  1. a destruição de habitats, devido as mudanças no uso da terra, como o desmatamento de florestas para pecuária e cultivos de monoculturas;
  2. a exploração excessiva de espécies, como na pesca predatória e no comércio de animais selvagens;
  3. o aquecimento global levando às mudanças climáticas e a eventos climáticos extremos;
  4. a poluição e contaminação, como a associada aos resíduos industriais;
  5. as espécies invasoras , devido, por exemplo, à introdução de espécies exóticas e competição de habitats restantes.

Atualmente estamos usando 25% mais recursos naturais do que o planeta é capaz de fornecer, o que já está resultando em pressões ou ameaças diretas a sociedade devido ao impacto direto que a biodiversidade tem na saúde do planeta e na vida de todos nós.

O desequilíbrio ecológico afeta no surgimento de doenças e nos serviços ambientais, ou seja, sua redução significa que milhões de pessoas estão diante de um futuro em que os estoques de alimentos serão mais vulneráveis a pragas e doenças e a oferta de água doce será irregular ou escassa.

Segundo a IUCN, organização responsável pela elaboração da Lista vermelha de espécies, o valor monetário dos bens e serviços prestados pelos ecossistemas está estimado na ordem de US$ 33 trilhões ao ano.

Para se ter uma ideia, o serviço ecossistêmico prestado pelos animais polinizadores à agricultura brasileira contribuiu com um valor econômico estimado de R$ 43 bilhões em 2018.

A estimativa se refere aos valores que seriam gastos pelos agricultores caso os polinizadores não contribuíssem para a produção de alimentos (Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos – BPBES).

Assim, como na proteção de florestas, uma das soluções mais importantes é a proteção das espécies e habitats através da criação, aplicação e fiscalização de políticas ambientais, além do combate a caça e a pesca ilegais e o comércio de vidas selvagens.

Isso deve ser feito em parceria com populações locais, para que a conservação da vida selvagem seja do seu interesse, tanto social como econômico.

Veja como podemos ajudar a sua empresa a certificar na ISO 14001

Falar com especialista em ISO 14001

CONCLUSÃO

Apresentamos aqui, algumas das principais problemáticas.

Porém existem muitas outras questões importantíssimas a serem discutidas como a degradação dos solos, geração exagerada de resíduos e a superpopulação.

O que é importante notar é todas as questões ambientais estão interligadas.

O aquecimento global gera um aumento na perda de biodiversidade, assim como o desmatamento também gera a extinção de espécies.

O desmatamento colabora para o aumento do aquecimento global, assim como o aumento da geração de resíduos e exploração exagerada de recursos naturais também.

O meio ambiente é um assunto complexo, todos os elementos estão extremante interligados, portanto, a alteração seja de um microecossistema ou de ecossistemas maiores, gera problemas no mundo todo.

Sendo assim, soluções que devem ser adotadas de maneira geral e urgente para um problema consequentemente irão beneficiar outras questões.

Para sua empresa lidar melhor com o meio ambiente, entre em contato com a Qualtec.

Nós trabalhamos com a norma 14001, coleta seletiva, gerenciamento de resíduos, entre outros projetos.

Veja como podemos ajudar a sua empresa certificar na ISO 14001

Falar com especialista em ISO 14001