fbpx

Data marca a assinatura do Brasil à Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção (UNCAC)

A corrupção não é assunto de hoje, nem exclusivo do nosso país. A diferença está na forma como passamos a enxergar melhor esse ato bárbaro. Consequentemente, a luta contra a corrupção ganhou mais voz e cada vez mais adeptos, chegando ao ponto de ter um dia instituído pela ONU que visa o combate à corrupção em âmbito internacional.

A instituição da data e a comemoração no Brasil
A data escolhida é comemorada de forma anual, celebrando a assinatura do Brasil à Convenção, em 9 de Dezembro de 2003. A data foi sugerida pela delegação brasileira e acatada pela ONU, contando com manifestações ao redor do mundo.
No Brasil, é possível consultar os eventos que irão celebrar a data no país através do site do Ministério da Transparência e Controladoria Geral da União. Em Brasília-DF, um evento especial em comemoração ao Dia Internacional Contra a Corrupção será realizado dia 12 de Dezembro. Durante o evento, serão apresentadas as ações implementadas durante o ano para prevenir e combater a corrupção, além do lançamento da Escala Brasil Transparente (EBT) – 2019, do Painel de Integridade Pública e de iniciativas do Programa Um Por Todos e Todos por Um.

Um marco contra a corrupção: Convenção Das Nações Unidas Contra a Corrupção (UNCAC)
Mundialmente conhecida como UNCAC (United Nations Convention Agaisnt Corruption, no original em inglês), a Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção é o único instrumento universal anticorrupção juridicamente vinculativo, sendo composto por 71 artigos, divididos em 8 capítulos, que abrange cinco áreas principais: medidas preventivas, criminalização e aplicação da lei, cooperação internacional, recuperação de ativos e assistência técnica e intercâmbio de informações/cooperação internacional.
Através da página internacional da Convenção é possível acompanhar todo o trabalho sendo feito, os países integrantes e o documento completo.
Também é possível acessar o texto integral da Convenção em português.

Cleptocracia, suborno e corrupção
A palavra Cleptocracia deriva da junção das palavras gregas clepto (roubo) e cracia (governo), designando um padrão de comportamento que um determinado Estado utiliza para gerir seus negócios, através de subornos e negociatas espúrias.
De acordo com dicionário Michaelis Online, “corrupção é o ato ou efeito de subornar alguém para vantagens pessoais ou de terceiros, além do uso de meios ilícitos, por parte de pessoas do serviço público, para obtenção de informações sigilosas, a fim de conseguir benefícios para si ou para terceiros”. Já “suborno é a corrupção da consciência alheia, por meio de dinheiro, honrarias ou coisas equivalentes”.

A corrupção em números
Em 2016, um estudo realizado pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) apurou que a corrupção custa quase 7 trilhões de reais por ano à economia mundial.
Segundo o World Economic Forum, a corrupção custa ao mundo 5% do PIB.
Já o World Bank estima que o prejuízo com práticas de suborno alcança números alarmantes, entre 800 bilhões e 1 trilhão de dólares anuais.
Transparency International realiza estudos anuais a respeito da percepção da corrupção no mundo; de 2016 para 2017, o Brasil caiu da 79ª para 96ª posição, demonstrando uma maior preocupação (quanto maior o número, pior o resultado). É possível realizar o download do estudo aqui.

E no Brasil, qual o impacto da corrupção?
No mesmo estudo realizado pelo FMI, o Brasil é citado como exemplo de como as investigações de desvios de fundos públicos podem desestabilizar o sistema político. Estima-se que, no nosso país, o volume de desvio é de R$250.000.000.000,00 (250 bilhões de reais/ano).

Mas como lutar contra uma cultura tão enraizada?
Alguns posts atrás, falamos a respeito de algumas medidas que podem ser tomadas na luta contra a corrupção e contra o suborno, tanto por parte de pessoas físicas quanto pelas organizações. A cada dia, o apelo por medidas mais rígidas e pessoas mais íntegras cresce, assim como um ambiente de negócios pautado na ética, transparência e integridade.
Essa mudança na sociedade reverbera na sociedade como um todo, forçando governos a investirem em leis mais eficazes, maior fiscalização e uma punição severa para quem ousar transgredir tais princípios. Da mesma forma, cada vez mais o mercado vem exigindo das empresas, independente do segmento e porte, um maior comprometimento na luta contra a corrupção e suborno, servindo de inspiração e conquistando a confiança de clientes e parceiros de negócios.
Uma das grandes exigências com perspectiva de crescimento é a certificação na norma ABNT NBR ISO 37001:2017 – Sistema de Gestão Antissuborno. A norma demonstra o compromisso de ética, integridade e transparência das organizações, além do papel proativo no combate ao suborno. Apesar do escopo da norma ser voltado para antissuborno, é possível acrescentar outros tipos de corrupção, como lavagem de dinheiro e cartéis; tudo dependerá da escolha da organização ao definir o escopo inicial da norma ABNT NBR ISO 37001. O Sistema de Gestão Antissuborno (SGAS) possui reconhecimento internacional, colabora com o atendimento a requisitos legais e outros requisitos, e está se tornando referência na hora de fazer novos negócios.

Como a Qualtec pode auxiliar sua organização
Com mais de 30 anos de experiência no mercado, a Qualtec Consultoria e Treinamento possui o know-how necessário para auxiliar você e sua organização a saírem na frente! Contamos com profissionais capacitados, prontos para fornecerem consultoria, auditoria e treinamento nas mais diversas normas do Sistema de Gestão, incluindo o Sistema de Gestão Antissuborno com base na norma ABNT NBR ISO37001.
Já são 14 certificações na norma ABNT NBR ISO37001 que contaram com o apoio da Qualtec!

Conheça mais sobre nossos serviços e como podemos auxiliar sua organização:
Diagnóstico de Gap – Início de um processo de certificação, analisa as práticas executadas e descritas em relação aos requisitos. É Independente e identifica os desvios (gaps) atuais da organização com relação ao programa. Os desvios identificados têm uma natureza potencial, baseiam-se na evidência e informação recolhida e os requisitos que futuramente a organização terá de cumprir. O grande diferencial do diagnóstico da Qualtec é o relatório entregue a organização que dispões os requisitos e apresenta a prática a ser adotada, bem como o cronograma de trabalho adequado.
Treinamento de interpretação da norma – Interpretação da norma e apresentação dos requisitos necessários para a implementação.
Treinamento de Formação de Auditores Internos – Interpretação da norma e apresentação dos requisitos necessários para a implementação, além das técnicas de auditoria necessárias para um auditor interno.
Auxílio na Implantação –  Desenvolvimento de procedimentos e manuais e elaboração de processo.
Auditoria Interna –  identificação  de oportunidades de melhoria, visando à total compatibilidade entre os processos em operação e os processos descritos nos documentos.

A Experiência da Qualtec em implantação da gestão de vários sistemas baseados em normas é o que proporciona a rápida implantação da norma ABNT NBR ISO 37001, onde a expertisse de organizar os procedimentos e documentos gerados em um sistema fácil e competente de se gerir se transforma em ganho de tempo e eficiência.

Além do serviço de consultoria, a Qualtec trabalha com auditoria interna e de fornecedores, formação de auditores internos, acompanhamento da auditoria de organismos certificadores, consultoria na implementação e melhoria contínua do seu Sistema de Gestão, diagnóstico de gap a fim de orientar sobre as melhorias e pontos fortes de sua organização e treinamentos, para capacitar funcionários, atualizá-los ou auxiliá-los no processo de implementação.

Leave a Reply