Inscreva-se para acompanhar nossas novidades e ficar por dentro dos projetos, das últimas notícias do setor e mais!

O combate à corrupção no Brasil

De iniciativas públicas à medidas privadas, a luta contra a corrupção ganha novo fôlego no Brasil, graças a Lava a Jato e medidas como a ISO 37001

O combate à corrupção no Brasil

Publicado em
Abril/2019

Em conjunto com as operações da Lava Jato e seus desdobramentos, o surgimento do programa Pró-Ética e outras iniciativas (como o Movimento Empresarial pela Integridade, Transparência e Combate á corrupção) e da norma ABNT NBR ISO 37001 de 2017, a luta contra o suborno e a corrupção ganhou novo fôlego no Brasil.
A pressão referente a mídia e a ampla disposição de tantas medidas, tem forçado as organizações a trabalhar e implementar fortemente os conceitos e práticas de ética, integridade e transparência.
É um excelente começo, mas ainda há muito a ser feito, tanto nas organizações privadas quanto nas instituições públicas.

O desvio da corrupção em números: um alto custo a ser pago por todos nós
Apesar da quase impossibilidade de se estabelecer um número preciso quanto a valores envolvidos, existem estimativas de quanto a corrupção representa em termos financeiros.
No boletim diário do Linkedin de 10 de Abril de 2019, foi informado que, segundo dados apurados pelo FMI – Fundo Monetário Internacional, o combate efetivo da corrupção geraria uma receita de 1 trilhão de dólares em impostos à nível global, permitindo uma economia mais estável por parte dos governos, maior confiança da população nos políticos e aumento da qualidade da educação pública.
Segundo dados da ONU no final de 2018, estima-se que a corrupção custe US$ 3,6 trilhões para a economia global a cada ano, valor correspondente a mais de 5% do PIB mundial. São números alarmantes!

Corrupção e impunidade, uma luta antiga
Praticar atos de corrupção é uma decisão friamente pensada por aqueles que a executam. Estamos falando na relação custo-benefício. Toma-se a decisão de se praticar corrupção relacionando os benefícios advindos de ações ilícitas e as consequências no caso de sua descoberta. Se aposta na impunidade e na grande dificuldade de ser efetivamente comprovada, bem como na morosidade de seu julgamento. Esta realidade vem sendo alterada pela Operação Lava Jato e pela atuação de sua força tarefa.

Mas o que eu tenho a ver com isso?
Trabalhar a corrupção não é uma ação exclusiva de órgãos governamentais, requer atuação de todas as organizações, bem como da sociedade civil. Sem a participação, cobrança e fiscalização da população, todas as ações atuais podem ter um fim indesejável por qualquer cidadão de bem. Este fim seria o fortalecimento das ações de corrupção em todos os níveis.

Cultura anticorrupção
Além dos atos de prevenção, ataque e mitigação das oportunidades de corrupção, um fator primordial a ser trabalhado é a mudança da cultura de “levar vantagem”, da necessidade de se ter a ética como valor cotidiano.
Pensem em como podemos, individualmente, colaborar no ataque a esta prática criminosa e letal para todos nós.
Como, no dia-a- dia podemos fazer a diferença?

Uma jornada completa no combate ao suborno e à corrupção
Sucesso em Campinas, chegou a vez do interior de São Paulo: a Qualtec traz para Ribeirão Preto – SP o workshop gratuito “A ISO 37001 como ferramenta no combate ao suborno e à corrupção”, que irá trabalhar conceitos e requisitos em como a ISO 37001 deve ser a ferramenta efetiva no combate ao suborno e à corrupção.

Venha conhecer e saiba como fazer a diferença.
Inscreva-se!
Garanta sua vaga nessa experiência única com a experiência de Claudio Grillo, profissional com mais de 30 anos de mercado e responsável por 376 certificações – 26 delas na ABNT NBR ISO 37001, tendo executado inclusive trabalhos internacionais.
Para se inscrever, clique aqui

Por Cláudio Grillo
Auditor Líder ISO37001
Responsável pelo auxílio à mais de 20 certificações na norma ABNT NBR ISO 37001
Diretor da Qualtec Consultoria

CLIENTES QUE NOS FORTALECEM